terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

SAIBA MAIS SOBRE COMO TOSAR CACHORRO

Chegou o verão, temperaturas altíssimas, e quem tem cãozinho peludo pensa: Será que é hora de tosar ?
Todas as raças podem ser tosadas?



O QUE É TOSAR?

Tosar é o ato de aparar, cortar ou tosquiar o pelo do seu cãozinho.
Alguns tosam por estética, porém existem tosas para higiene ou simplesmente limpeza.

A tosa shih tzu no verão

QUAIS RAÇAS PRECISAM TOSAR?

Alguns cães têm crescimento dos pelos infinitos e precisam de tosas frequentes pois seus pelos não param de crescer.

Tosas para Shih-tzu, Poodle, Cocker Spaniel Americano, Cocker Spaniel Inglês e raça Lhasa Apso são raças que necessitam de tosa mais frequente e podem fazer em torno de 45 dias.

Algumas raças como: Yorkshire, Schnauzer e Westie a tosa é realizada a cada 2 ou 3 meses.

chow chow tosado


Um fato interessante é que os pelos são isolantes térmicos, além de concentrar o calor no corpo do cachorro (no inverno) ele também evita que o cachorro absorva muito calor (no verão).

Nem todos os cães devem ser tosados e quando recomendado, a tosa deverá ser realizada de maneira correta.

Uma tosa necessária é a tosa higiênica, pois evita que o pelo embole e ocorra o acúmulo de sujeira, facilitando o acúmulo de fungos e parasitas como pulgas e carrapatos. Chow Chow é um exemplo de raça que se deve fazer a tosa higiênica.

Quais tipos de Tosas?

Existem várias. Vamos citar algumas.

tosa japonesa

TOSA HIGIÊNICA

É uma tosa para manter a higiene do cão e consequentemente a sua limpeza.
Diversos pet shops oferecem pacotes banho tosa.

Ela é feita aparando os pelos das patinhas, embaixo nas almofadas, evitando assim que ele escorregue ou fique com os pezinhos encardidos.

Ter seu cachorro tosado nas áreas íntimas, poderá evitar o mau cheiro devido a sujeira de fezes e urina que ocasionalmente poderão ficar nos pelos.

Diversos tipos de tosa para shih tzu fazem o aparo de pelos nestas regiões.

TOSA BEBÊ

Raças como Shih Tzu, Lhasa Apso, Poodle, Yorkshire e Maltês que são de pelagem longa, este tipo de tosa é necessária para a manutenção do volume de pelo destes filhotes.

tosa bebe shih tzu


A tosa de yorkshire, tosa de poodle, tosa de shitzu, tosa lhasa apso, tosa maltes e outras raças com pelagens similares, a tosa é realizada geralmente para deixar os pelos mais baixos, com até dois dedos de comprimento, desta forma evitando que o pelo se embole.

Um shih tzu tosado é mais fácil de cuidar e manter limpo. A tosa shih tzu bebe também não deverá ser descartada.

TOSA NA MÁQUINA

Uma  máquina própria para tosar é utilizada. O aparo é feito seguindo a direção dos pelos. Com lâminas de vários tamanhos, um para cada tipo de raça.

TOSA NA TESOURA

Muito recomendada para cães que possui alergia a máquina de tosar ou para aqueles que ficam com medo por causa do barulho da máquina.
Essa tosa deixa um acabamento mais suave e natural.

tosa longa


TOSA LEÃO

Poodles é uma raça onde este tipo de tosa é realizada. É feita a remoção dos pelos da barriga, rosto e parte superior das pernas, podendo deixar formatos de pompons na cauda, tornozelo e quadris.

TOSA LEÃO


Deixa os pelos da cabeça alto e o do corpo bem aparado, deixando detalhes no rabo. Muito usada também em Spitz e Chow Chow.

TOSA CARNEIRINHO

Essa tosa deixa todos os pelos do cãozinho bem curto, apenas deixando topetes na cabeça e na cauda com o mesmo comprimento.

TOSA CARNEIRINHO


TOSA SCHNAUZER

Nessa tosa são retirados todos os pelos das pernas e rosto. É feita tosa em cima do corpo ficando uma saia embaixo.
Sobrancelha e bigodes ficam altos.

TOSA SCHNAUZER


TOSA VERÃO

É feita no corpo todo. Geralmente para casos de dermatites, feridas ou época de calor intenso.

TRIMMING

Nessa especialidade o profissional Groomer faz o aparo dos pelos com tesoura deixando os pelos do animal de forma harmônica e seguindo o padrão da raça.
A raça que mais se utiliza desta técnica é o Golden Retriever.

TRIMMING - MAGRELO E FUBÁ


O mais importante é que o tosador seja um profissional especializado. Que tenha conhecimento técnico e seja acostumado com a tosa escolhida. Principalmente na tosa higiênica que cuida das partes mais delicadas do corpo do seu cãozinho.

"Se não aparar meus pelos eu posso ficar com o pé igual ao do GRINCH." Meg

Além da tosa, outra atividade muito importante é a escovação, tanto para a higiene quanto para manter os pelos limpos e sem nós.

É na escovação que ocorre a remoção dos pelos mortos.
É no ato de escovar que também ocorre o dispersão da gordura existente na pelagem do animal, deixando os pelos mais brilhantes.

O ato de escovar também melhora a circulação sanguínea, ativando o sistema imunológico. Por isso escove seu cãozinho todos os dias.

Ele vai amar e ficar lindo e saudável.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Dicas para lidar com cachorro medroso.

Meu cachorro assustado


Filhotinho em casa, ansiedade para passar o período de vacinação e poder passear com ele, mas quando chega o momento liberado pelo vet, seu filhote empaca. Se encolhe todo e não sai do lugar.



Ele está com medo. Porque isso acontece? Mais adiante explicaremos.

Ou outra situação. Seu pet sempre passeou, sim amava passear e se divertia, mas com a idade isso mudou e agora ele não quer mais passear, tem medo de tudo, barulhos, pessoas. O que aconteceu?

Veja também:
CONHEÇA 3 DICAS CASEIRAS PARA TRATAR AS MANCHAS DE LÁGRIMA ÁCIDA NO SEU CACHORRO

Como perceber insegurança no seu pet


Quanto a rotina do seu animal
Ele tem medo de sair, ir ao veterinário, banho, tosa, pracinhas? Seu cachorro fica assustado na presença de outras pessoas? Seu cachorro é um cachorro desconfiado?

Veja também:
DICAS PARA DIMINUIR O CALOR DO SEU CACHORRO DURANTE O VERÃO.

Alguns animais quer se esconder ou voltar pra dentro de casa.





Quanto ao comportamento animal
Ele fica todo encolhido ou tremendo. Orelhas para trás, rabo entre as pernas são sinais comuns nestes problemas de comportamento.


Cachorro medroso como tratar. A prevenção é uma excelente estratégia.

Para evitar que isso aconteça, a socialização desde os primeiros meses de idade é muito importante.
Ter contato com pessoas (evitar medo das pessoas), animais, sons diferentes pode ajudar na formação de um cãozinho tranquilo e feliz.



Veja também:
ADAPTAÇÃO DE CACHORROS COM OUTROS CACHORROS

Cachorro medroso na rua. O que pode ter acontecido?

Se o seu cãozinho já tem uma certa idade e começou a apresentar medo e fobias que antes não tinha, procure ajuda o quanto antes, dessa maneira para ajudá-lo a voltar a ter um a vida tranquila.

Uma socialização ineficiente ou mesmo falta de socialização, deixam seu cão com medos que podem se transformar em fobias e assim em alguma síndrome.

Esteja atento e haja o quanto antes para o bem estar de seu animalzinho.

Outros motivos que levam seu cão a desenvolver medos:

  • Algum evento traumatizante
  • Doença na família
  • Experiência ruim no passeio


Veja também:
3 ALTERNATIVAS PARA VOCÊ NÃO DEIXAR SOZINHO OS SEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO DURANTE A VIAGEM

Até mesmo superproteção do dono é possível levar o cão a ficar medroso. Por outro lado, falta de proteção também poderá deixar seu cãozinho medroso. A dica é buscar um equilíbrio.

Algumas raças são mais sensíveis e se assustam com maior facilidade.

Raça de cachorro medroso não existe, tudo depende de fatores como ambiente e comportamento, porém existem aqueles mais sensíveis. Whippets, Galgos, Chihuahuas, Sharpeis e Dálmatas são alguns exemplos.

Filhote de cachorro medroso também pode ficar medroso, desta forma assimilando o comportamento dos pais.

Cachorro medroso o que fazer? Como ajudar seu cão a superar medo e fobias.

Primeiro de tudo não tenha pena ou seja super protetor, assim você só irá nutrir sua insegurança e medos.

Sua postura ou seja sua linguagem corporal deve mostrar a ele que você está relaxado e tranquilo. Ele perceberá e seguirá seu exemplo.

Se perceber que ele está com medo, não acaricie ou afague ele, pode parecer cruel, mas isso só potencializaria seu medo.

Então só dê afeto e atenção quando ele estiver relaxado e tranquilo.

E acima de tudo tenha muita paciência. Leva tempo para vencer medos.

Não force. Vá no tempo dele. Ao sair para passear não arraste, deixe ele se acostumar com o ambiente, quando ele se mover vá junto sempre respeitando seu ritmo.

Veja também:
TODAS AS RAÇAS DE CACHORROS DESENVOLVEM ROTINAS

Se ele gosta de petiscos, estimule ele a cada etapa vencida com um petisco ou mesmo com elogios. Lembrando sempre: só dê afago ou elogios quando ele estiver relaxado e tranquilo.

Se tem medo de barulhos, no caso de filhotes, vá aos poucos apresentando vários ruídos.
Saia para passear, revele novos lugares, sons e outros cães.
Não seja super protetor, deixe ele conhecer o mundo.


Se não tem tempo para passear diariamente, contrate um Dog Walker para passear com ele.

Veja também a matéria:
NÃO SAIA COM SEU PET SEM COLEIRA E GUIA PARA CACHORRO NOS PASSEIOS.

Se já for adulto, comece com sons gravados, aos poucos e bem baixinho, vá introduzindo ao cão. Aos poucos aumente o volume, até perceber que ele não se assusta mais.

Seu cão precisa rotina. Isso só beneficia sua saúde tanto física quanto mental.
Estabeleça horários para comer, passear e brincar.



Se seu cão vai pro banho e tosa, conheça os profissionais. Analise como ele é tratado.
Faça desse momento uma ocasião feliz.

Faça o mesmo quando ele for no veterinário, mostre pra ele que é uma ocasião tranquila. Lembrar sempre de não ficar nervoso, ele irá perceber e associará a ida ao veterinário ou banho como algo ruim.

O passeio deve ser uma rotina, comece aos poucos, em um lugar não muito movimentado com pouco barulho.

Vá no ritmo dele e a cada avanço, recompensar com os petiscos que ele ama, o ajudará nisso. Assim ele associará passear com algo bom.

Não tenha pressa. E novamente: tenha muita paciência.



Existem treinos específicos para cães com medo e fobias. Se achar necessário procure ajuda especializada para adestrar cachorro medroso.

Brinque com seu cão, isso ajudará ele a se soltar. Atualmente existem vários brinquedos para estimular seu cãozinho.

Crie um ambiente seguro.
Seja um tutor consciente e acima de tudo paciente.

Veja também:
SINTOMAS DE DEPRESSÃO EM CÃES

Porque os cachorros tem medo de fogos.

Curiosidades da Audição
Conheça os espectros de frequências que abrangem a audição.

Homem – 20 Hz a 20 Khz
Cão – 40 Hz a 60 Khz
Gato – 20 Hz a 78 Khz

Por isso eles são mais sensíveis aos barulhos (fogos de artifício).
Há sons que não escutamos ou seja são inaudíveis aos seres humanos, porém nossos pets escutam.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Conheça 3 dicas caseiras para tratar as manchas de lágrima ácida no seu cachorro

O que é lágrima ácida em cães

Você já deve ter observado algum cachorro com pelos claros com manchas marrom-avermelhadas sob os olhos, a famosa “lágrima ácida”.

lagrima acida em caes tratamento


Surge então a dúvida.
O que é lágrima ácida e o porquê das manchas de lágrimas?
O que causa o excesso de lágrima?
Como resolver o problema?
Quais as raças propensas a desenvolver a lágrima ácida?

Lágrima acida. Quais raças são as mais Afetadas.

Ocorrem em cães e gatos.
Algumas raças são mais propensas como: Spitz Alemão, Buldogue Francês, Maltês, Shih Tzu, Poodle, Chihuahua, Bichon Frisé, lhasa apso, pequinês. No gato Persa e em outros animal de estimação de pelagem clara e/ou de focinho achatado.


o que é lágrima ácida em cães
"Que lágrima ácida que nada! Ando sempre maquiada!" (Princesa Meg)


“Raças braquicefálicas têm maior predisposição ao problema pois, anatomicamente, possuem canais nasolacrimais, mais tortuosos”

Lágrima Ácida ou Epífora

Causas da Lágrima ácida ou Epífora

No globo ocular poderá ocorrer a obstrução parcial ou total do ducto nasolacrimal.
Se este Ducto nasolacrimal estiver entupido, poderá fazer com que as lágrimas não sigam seu caminho natural que poderá ocorrer em lacrimejamento.

lágrima ácida e o globo ocular


O excesso de produção de lágrimas pela Glândula Lacrimal, também faz com que o ducto lacrimal não dê conta e literalmente transborde.

Pálpebras mal formadas também podem ser a causa.

Os Pets com pelos claros podem vir a ter manchas escuras em volta dos olhos, pela produção de lágrimas em excesso e a causa poderá estar contida em um dos fatores citados.

Escurecimento do pelo na região ao redor dos olhos


Sabe aquele furinho no canto do olho? É chamado de canal lacrimal. Muitas vezes, ele não consegue absorver toda lágrima produzida e ela acaba por escorrer para fora molhando os pelos.

Em contato com oxigênio e/ ou com a microbiota local, população de bactérias que habita o pet, poderá ocasionar manchas em sua pelagem.

Surge então uma questão. Dói? Machuca?

Em primeiro a lágrima ácida não dói. Ela não é ácida. Nenhum problema está relacionado a acidez. Seu Ph é neutro .

a Lactoferrina ( da família do ferro) que é a causa o escurecimento dos pêlos

Porém na lágrima encontramos um componente: a Lactoferrina ( da família do ferro) que é a causa o escurecimento dos pelos.

Na saliva também encontramos a Lactoferrina, por isso cães que lambem patas ou outras partes do corpo acabam ficando com manchas escuras na região da lambedura.

Consultar um veterinário especialista em Oftalmologia, para apurar tudo sobre a causa e assim determinar o melhor tratamento é fundamental.

Alguns casos, como anormalidades nas pálpebras, podem causar irritação. Isso pode predispor inflamações e infecções que poderão levar a necessidade de procedimento cirúrgico para desobstruir o ducto lacrimal ou corrigir as pálpebras.

Pets com focinho achatado, os braquicefálicos, a obstrução do canal lacrimal é comumente observada.

Nessas raças, anomalias podem ocorrer na morfologia dos olhos e qualquer coisa pode fazer com que o provisionamento dos cílios ocorram na parte de dentro dos olhos.

Anomalias no metabolismo do pet também deve ser investigado. Cuidado com a alimentação do seu pet.

A ração poderá ter ligação com a produção de lágrima ácida


Alergia alimentar também deve ser averiguada. Rações com muitos corantes, conservantes e açúcares têm ação pró inflamatória, favorecendo a formação da Lágrima ácida.

Nem todo tipo de ração é a ideal para o seu animal de estimação. Uma troca de ração e até uma alimentação natural, deverá ser considerada e testada.

Uma dieta saudável e de alta qualidade trarão ótimos benefícios.

Ao alimentar. Dê preferência a vasilhas de porcelana ou de aço inox, ao invés das de plástico, que podem acumular bactérias e acabar passando ao focinho do seu animal.

Poderá também ocorrer reação do seu pet com a água que ele toma banho. Dê preferência a água filtrada ou mineral com Ph alcalino.

Como tratar a lágrima ácida

Manter a região dos olhos limpa e seca é muito importante.
Limpe com pano de algodão ou gaze embebida em soro fisiológico e seque muito bem.
O colirio para lagrima acida cachorro



É muito importante avaliação do veterinário especialista em Dermatologia ou Oftalmologia.
Exames como o citológico poderá determinar se há infecções bacterianas fúngicas, onde é necessário o uso de antibióticos para auxiliar na redução da lagrima acida em caes em tratamento.

O colirio para lagrima acida em cachorro

O uso de colírio para lagrima acida só é recomendado se o veterinário achar necessário.

Panetone dando o seu jeito pra tudo! Malandrão!
"Quem não tem colírio usa óculos escuros" (Raul Seixas -> Panetone)

Fique atento a composição pois geralmente contém um antimicrobiano como a Tilosina. O uso indiscriminado de antibióticos causa resistência e cria superbactérias.

Dê preferência a produtos fitoterápicos aprovados pelo seu veterinário.

Como limpar lágrima ácida no dia a dia

Separamos 3 dicas simples que podem fazer grande diferença se observadas e aplicadas de forma contínua.

  1. Massagear suavemente o ducto lacrimal nos cantos dos olhos ajuda a evitar o entupimento do mesmo.
  2. Evitar o uso de secador perto do focinho.
  3. Manter os pelos da região sempre aparados, limpos e secos. Viu ramela, limpe. Nada de “nojinho”, seu pet agradece a ajuda.

Aplique e observe. Se a médio prazo não houver resultados satisfatórios, procure um veterinário.

Você não pode deixar de ver outras dicas no site Turma do Panetone:



Fazer nada